Neuropatias

 

 

Um estudo randomizado e controlado utilizando palmilhas com magnetos estáticos de 450 Gauss foi realizado em 2003 por Weintraub Ml et al(16) , a fim de determinar uma possível redução da dor neuropática  e score de questionários específicos de qualidade  de vida na neuropatia diabética periférica sintomática.

Participaram do estudo 375 indivíduos com neuropatia diabética periférica, utilizando constantemente por 4 meses palmilhas  magnéticas, randomizados  para o uso de dispositivos  verdadeiros ou falsos. Foram realizadas  séries de testes de quantificação sensorial e/ou de condução nervosa. 

Ao longo dos 4 meses, foram avaliados os scores da escala visual análoga para os sintomas de amortecimento, formigamento e ardência, além do questionário  específico de avaliação da qualidade de vida.

A análise estatística dos  dados mostrou o  seguinte resultado: significante  redução  dos  sintomas de ardência, formigamento e amortecimento,  bem coma redução da dor nos pés após esforço, nos indivíduos que usaram as palmilhas magnéticas em relação aos que fizeram uso de placebo.

neuropatia-536512063.jpg